Vicios do Corpo e da Alma

Vicios do Corpo e da Alma
Ah! Se a alma tivesse de combater só o corpo?!

domingo, 11 de dezembro de 2011

Loucura...

Apelo selvagem para embarcar na louca viagem...
A loucura que nos possui é genuína!
O teu corpo anseia pela chama intensa de um desejo carnal...
Acarinhas meu corpo de mulher...
Um amante...o meu amante...
Arrastas-me nos teus braços para um leito de prazer...
O teu momento especial criado pelo cio de uma fêmea...
A vontade imensa de um orgasmo final,
Liberta-nos das correntes do prazer e
Desperta-nos dessa ténue resistência...
Aceito o desafio...
O grito de prazer que me anima...
O extase...o climax...
Que fabulosa riqueza!!!!

(Raquel Giesta - 11/12/2011)

Perfume de Ti...



Teus olhos me desafiam,
A vontade de me teres denuncia-te...
Uma vontade proibida!
Meu corpo encostado ao teu...
Minha alma esquecida na hesitação de me entregar..
O calor do teu desejo,
Acordado pela resposta que não neguei....
O abraço roubado,
Eliminando a prudência que me impede de ser feliz.
Acelera-me o coração ...
Teu perfume me acalma...
Quero provar que sou digna de tal anseio,
De te exibir o quanto quero...
O desafio nesse olhar,
O toque da minha mão nas tuas costas...
As tuas mãos macias desenham no meu corpo...
Caricias...afagos... sussuros...

(Raquel Giestas - 11/12/2011)




sábado, 10 de dezembro de 2011

Crepe de Chocolate...


Senti a tentação...
O beijo...
Aquele abraço...
Teu corpo no meu...
Senti teu toque...
Tuas mãos em meus peitos...
Tua vontade de me teres...
De eu te ter...
Senti teus labios no meu corpo...
Senti nosso querer...
Senti teus braços...
Tua boca...na minha boca...
O frio tornou-se fogo...
Aquecemos naquele descompasso!
O gemido do nosso prazer
Ecoou no silencio do nosso desejo...
Foste TU e EU...
Fomos NÒS...

O chocolate derreteu...
Era amargo...

quinta-feira, 8 de dezembro de 2011

LOUCO DESEJO

Alma e Corpo - A Ilusão da Integridade


"Em qualquer momento em que a consideremos, a nossa alma total tem sempre um valor quase fictício, apesar do numeroso balanço das suas riquezas, pois ora umas, ora outras, são indisponíveis, quer se trate de riquezas efectivas como de riquezas da imaginação... Pois as perturbações da memória estão ligadas às intermitências do coração.
É sem dúvida a existência do nosso corpo, semelhante para nós a um vaso em que estaria encerrada a nossa espiritualidade, que nos induz a supor que todos os nossos bens interiores, as alegrias passadas, todas as nossas dores, estão perpetuamente em nossa possessão.
Marcel Proust, in "Sodoma e Gomorra"

MUDANÇAS

Resolvi mudar este blog,
Como ja devem ter reparado
Foi aos poucos...
Hoje o nome, a descrição...
Sou mais EU...
Espero que gostem...

Sim ...Quero...

Quero-te...
Vem...
Eu espero...
Toco-te...
Acaricias-me
Beijamo-nos
O momento é nosso
Dois corpos em sintonia...
Dó...Ré...Mi...Fá...Sol...
O sol aquece!
Ui...como aquece!!
Tenho sede de prazer,
Tenho fome desse querer
Alimento-me com teu amor,
Sacio-me com teu corpo suado...
Deleito-me em teus braços
Ah! Ah! Hummm...
Sim...Suspiro...
Sim...mais...
Quero mais...
Amor...Vem...

(Raquel Giestas 8/12/2011)

Meu Devaneio...

A praia...
O mar...
Nós...
O beijo!
A areia...
Meu toque suave acaricia-te
Nossos corpos enlevam-se em desejo...
Desnudamos nosso querer...
Estamos nus, também...
No areal húmido,
Entrelaçamos nossos corpos na areia...
Eu quero...e muito...
Beijo teu corpo salgado;
Bebo teu carinho;
Estamos em comunhão...
Sinto-te em mim...
E eu em ti...
Humm...gemidos...prazer...
O mar...a sua cumplicidade
Excita-me mais...e mais...
Como é bom esse prazer...
O areal é nossa cama,
O céu nosso limite
Fecho os olhos...
E meus lábios teimam em sorrir...
Hummmm...

Estou em devaneios...

(Raquel Giestas - 8/12/2011)